WeChords

Confira 11 dicas para tocar guitarra com slide

Aprenda a usar a ferramenta slide e explore um novo som na sua guitarra!

Certamente, você já ouviu uma nota tocada na guitarra que vai ficando ou mais aguda, ou mais grave, sem usar digitação e nem palhetada. É como se o guitarrista escorregasse seu dedo pela corda da guitarra, mas sem ter o ruído do atrito com os trastes. Na verdade, é exatamente isso que ele faz, só que com o uso de uma ferramenta: o slide.

Guitarrista tocando com a ferramenta slide
O slide é um acessório que permite explorar uma nova sonoridade (Foto: Reprodução/Pexels)

O slide é um cilindro oco, feito de vidro, metal ou cerâmica que se coloca em algum dedo da mão esquerda (na orientação para guitarristas destros).

Também conhecido como bottleneck, esse acessório de guitarra tem o altera a nota tocada ao ser deslizado pelas cordas da guitarra.

Seu uso requer muita precisão. Além disso, existem diversas formas de usar o slide na guitarra. Por isso, fizemos este artigo com dicas de como tocar guitarra com esse acessório. Então, bora lá aprender como usar o slide?

Como usar slide na guitarra?

Ao contrário do que possa parecer, tocar com slide na guitarra não é só colocar esse acessório no dedo e sair tocando. Primeiramente, é preciso conhecer e dominar a técnica.

Além disso, o slide é como uma roupa. Você tem que encontrar um modelo que seja confortável e cujo material produza o som desejado, entre outras coisas.

Para te ajudar no uso desse acessório enriquecedor, separamos 11 dicas para aprender a tocar guitarra com slide:

1. Em qual dedo colocar o slide?

Não existe um dedo certo para colocar o slide. O ideal é colocá-lo no dedo em que você se sentir mais à vontade. No entanto, o indicador é o menos usado.

Ao usar no mindinho, existe a possibilidade de tocar acordes e, ao mesmo tempo, notas com os outros três dedos.

2. Tamanho do slide

Assim como uma calça ou um sapato, o slide tem diferentes tamanhos. Dessa forma, ele é classificado por números que identificam o seu diâmetro.

Aqui o que conta, mais uma vez, é o conforto ao tocar. Obviamente, um slide muito apertado é extremamente incômodo. Por outro lado, um slide muito folgado vai passar a sensação de que vai cair do seu dedo a qualquer momento.

3. Como posicionar o slide?

Recomendamos não colocar o slide de forma que ele imobilize todas as falanges do dedo, com exceção do mindinho. Porém, ao usá-lo ou no dedo médio, ou no anelar, coloque o acessório até a junta da segunda falange. Dessa maneira, você consegue dobrar o dedo, mesmo com o slide nele.

Uma prática essencial ao tocar é posicionar o slide bem em cima do traste, e não entre eles. Aperte a corda com firmeza, mas sem deixá-la encostar nos trastes.

4. Material do slide

Os slides podem ser fabricados de três matérias-primas diferentes: vidro, metal e cerâmica. Essa escolha está diretamente relacionada ao gosto pessoal de cada instrumentista. Ou seja, não há certo ou errado.

Assim sendo, os slides de vidro produzem uma sonoridade mais macia que os slides de metal, que geram timbres mais agressivos. Por sua vez, os slides de cerâmica geram um timbre que fica no meio-termo entre os outros dois.

5. Calibre e ação das cordas x peso do slide

Se você conseguir investir em uma guitarra para tocá-la apenas com slide, o ideal é deixar a ação das cordas alta. Além disso, é recomendado usar calibre 0.12 ou 0.13.


Mas, se você só tem uma guitarra, regule a ação dela para médio-alta. Ou seja, deixe as cordas um pouco acima de 1,5mm em relação ao braço na casa 12 da primeira corda (Mizinha). Nesse caso, use cordas de calibre 0.10.

Lembra quando falamos que o slide tem diferentes tamanhos? Pois bem! Um slide mais fino, de 210mm ou 215mm, é mais indicado para quem só tem uma guitarra.

6. Abafamento

As cordas que não são palhetadas e tocadas com slide também produzem sons, pois ele encosta nas seis cordas. Por isso, o abafamento desses sons indesejados é uma técnica de slide fundamental.

O abafamento pode ser feito tanto com a mão esquerda quanto com a mão direita.

Abafamento com a mão esquerda

Vamos pegar como exemplo um guitarrista que use o slide no dedo médio da mão esquerda (direita para canhotos). Seu dedo indicador deve ficar em posição de pestana, encostando nas seis cordas, mas sem apertá-las. Dessa forma, o único som produzido é o som das cordas tocadas com slide.

Abafamento com a mão direita

O procedimento de abafar as cordas com a mão direita é o mesmo tanto para quem usa palheta quanto para quem toca com os dedos.

Ou seja, os dedos que não estiverem tocando devem ficar encostados nas cordas, não produzindo nenhum som.

7. Conhecimento do braço da guitarra

Para tocar slide na guitarra, é essencial saber localizar as tríades e tétrades no braço do instrumento.

Por exemplo, algumas tríades, como a de Dó maior na quinta casa, é fácil de tocar. Assim sendo, a quinta Sol está na quarta corda, a tônica Dó fica na terceira corda e a terça maior Mi está na segunda corda.

Caso você queira tocar a tríade de Dó menor, basta tocar a quarta e a terceira corda com o slide. Contudo, a segunda corda vai ser pressionada por algum dedo que está atrás do slide, na quarta casa, que é a terça menor (Mi bemol).

Além disso, é importante saber qual é a nota de cada casa do braço da guitarra para localizar diversas escalas em uma mesma corda.

8. Vibrato

Uma técnica de slide extremamente elegante e única é o vibrato. O vibrato natural consiste em subir e descer a corda, causando uma ondulação no som da nota de repouso.

No entanto, para fazer o vibrato com slide, é preciso balançar o dedo rapidamente da esquerda para a direita e vice-versa.

Assim como no vibrato natural, a intensidade da oscilação fica a critério de cada guitarrista.

9. Afinação

É muito comum a guitarra estar em alguma afinação aberta quando é tocada com slide. Nesse sentido, as afinações mais usadas são Mi e Sol abertos.

Para afinar em Open E (Mi aberto), é preciso subir a corda Lá em um tom, para Si. Da mesma forma, a corda Ré sobe um tom, para Mi. Por fim, a corda Sol sobe meio-tom e vira um Sol sustenido. As outras cordas permanecem como na afinação padrão.

A afinação em Open G (Sol aberto) consiste em baixar a Mizinha um tom, virando uma nota Ré. Da mesma forma, a corda Lá abaixa um tom, para Sol, e o Mizão abaixo um tom, para Ré. Não é preciso alterar as outras cordas.

Mas também é possível tocar slide com a afinação padrão. Isso é recomendável para quem tem só uma guitarra, pois alterar a afinação toda hora pode causar danos ao instrumento, como no tensor, nas tarraxas e na ponte.

10. Som limpo ou som sujo?

O slide é um acessório bem versátil. Ou seja, ele pode ser usado para tocar músicas com timbres de distorção mais agressivos, como em In My Time Of Dying, do Led Zeppelin.

Assim como ele fica ótimo em músicas com sonoridades mais limpas e cristalinas. Confira o clássico solo de My Sweet Lord, de George Harrison, como exemplo:

Além disso, o slide pode gerar texturas sonoras mais viajantes e psicodélicas. A música Albatross, do Fleetwood Mac, explora essa pegada.

Confira outras dicas de músicas para tocar na guitarra com slide:

11. Como praticar slide?

Já vimos tudo o que é preciso para tocar guitarra com slide. Agora, é hora de começar a tocar! Comece com um exercício bem simples:

Exercício 1

Na sexta corda, toque o primeiro traste com o slide e arraste o acessório até o segundo. Se concentre em deixar o som das notas nítido, atente-se para o abafamento das outras cordas e descubra qual a intensidade do seu vibrato.

Repita esse procedimento até chegar ao último traste do Mizão e depois treine nas outras cordas.

Exercício 2

Outro exercício bem semelhante ao anterior é tocar o primeiro traste da sexta corda e arrastar o slide até o terceiro – depois, do segundo até o quarto traste e assim por diante. E, claro, pratique também nas outras cordas.

Da mesma forma, treine arrastando o slide do primeiro até o quarto traste, do segundo até o quinto e assim por diante, em todas as cordas. Por fim, pratique arrastando o slide do primeiro até o quinto traste, do segundo até o sexto etc.

Como é o slide na tablatura?

A indicação do slide na tablatura é feita através do uso de barras.

O slide ascendente, ou seja, que vai para uma nota mais aguda, é indicado pela barra / (virada para a direita). Por exemplo, 5/8  indica que o slide começa na casa 5 e vai até a 8.

Já o slide descendente, do agudo para o grave, tem como símbolo a barra \ (virada para a esquerda). Dessa forma, 8\5 mostra que o slide vai da casa 8 para a casa 5.

Agora você já sabe como tocar guitarra com slide! Se você quer evoluir ainda mais no instrumento, aqui vai uma dica de ouro: conheça o curso de Guitarra do Cifra Club Academy, a nossa plataforma de ensino musical online!

Você terá acesso a aulas de excelente nível técnico focadas no seu desenvolvimento musical. E o mais legal é que é por um preço acessível. Então, não perca mais tempo e se inscreva agora mesmo!

Curso de guitarra do Cifra Club Academy
Picture of Carlos de Oliveira

Carlos de Oliveira

Redator Web com especialização em SEO e escrita para blogs e redes sociais. Estrategista de conteúdo. Músico, compositor e colecionador de LPs, CDs e DVDs. Toca guitarra, violão, baixo, teclado, piano e bateria. Escreve para o Cifra Club desde abril de 2022.

Read too

See more posts
OK